As linhas espectrais de aborção/missão do átomo de hidrogênio (veja a figura abaixo) foram copiadas em uma planilha e suas respectivas frequências em Hertz foram divididas centenas de vezes.

500px-Hydrogen_spectrum.svg

Após, as frequências foram diminuídas em várias oitavas para criar ondas sonoras com frequências audíveis por seres humanos.

As frequências originais utilizadas dizem respeito às regiões do ultravioleta (como limite superior) e do infravermelho próximo (como limite inferior), essa faixa cobre em torno de 5 oitavas musicais (veja a figura 2, abaixo). A região central corresponde ao espectro da luz visível do espectro eletromagnético.

Voicing Fig 2

Então, essas frequências foram introduzidas em um software musical que suporta avaliação de expressões matemáticas e uma onda sonora sinoidal foi gerada para cada uma das frequências com uma amplitude proporcional à intensidade das linhas espectrais.

As frequências das linhas espectrais do hidrogênio podem ser associadas com o mesmo princípio das “frequências de Solfeggio” e a música a 528 Hz com a ideia de que ondas sonoras ressoam no corpo para proporcional diferentes estados de consciência (relaxante, geralmente).

Ah. o vídeo diz respeito ao trânsito de Vênus entre a Terra e o Sol em 2012. (Cortesia do Goddard Space Flight Center)

Anúncios