Diário de um Químico Digital 3.0

Química, TICs e outras treconologias. :)

Cosmos – Episódio 01 – Neil de Grasse Tyson — 27/03/2014

Cosmos – Episódio 01 – Neil de Grasse Tyson

Quando criança eu assisti à série original com o Carl Sagan e, posso dizer com boa dose de certeza, que é por isso que escolhi a profissão a que hoje me dedico. Por causa de Carl Sagan eu decidi seguir uma carreira na área das ciências (no meu caso, Química).

Recentemente, o astrofísico Neil de Grasse Tyson substituiu o insubstituível Sagan no reboot da série Cosmos pelo canal norte-estadunidense Fox.

Disponibilizo para os leitores do blog uma versão legendada em língua portuguesa do primeiro episódio da série.

 

EDIT: A FOX está derrubando todas as cópias do vídeo. Fiquem com esse da série original enquanto não localizo uma forma de deixar aqui uma versão definitiva.

EDIT 2: Aqui você pode baixar o arquivo e assistir offline.

 

Anúncios
Especialização no ensino de Ciências – Games e Objetos Virtuais de Aprendizagem —

Especialização no ensino de Ciências – Games e Objetos Virtuais de Aprendizagem

Essa é a última semana de aulas e aqui está o último material da disciplina.

Destaque para a primeira parte, na qual falo um pouco sobre games e seus aspectos educacionais.

Sugiro uma visita aos seguintes sites de games com grande potencial para a educação e a pesquisa acadêmica.

  • fl0w (simulador de vida e evolução – veja mais aqui)
  • EyeWire (ajude pesquisadores e identificar neurônios em scans reais)
  • Fold It! (ajude pesquisadores a descobrir novas enzimas e ganhe pontos por isso)
  • Kerbal Space Program (simule um programa espacial completo, com falta de verbas e tudo)
  • Minecraft (famoso jogo de blocos com inúmeros usos)

E agora, sem mais delongas, fiquem com o material didático que preparamos.


 

Especialização em ensino de ciências: Simulações computacionais — 24/03/2014
Astrônomos descobrem primeira prova direta da expansão do Universo —

Astrônomos descobrem primeira prova direta da expansão do Universo

A comunidade Física está alerta, pois no dia 17 de março de 2014 uma equipe de Harvard anunciou que encontrou a primeira evidência direta da expansão do universo que ocorreu logo após o Big Bang.

É mais uma prova de que o Big Bang realmente foi o começo de tudo.

A descoberta em si é um pouco difícil e pode “fundir a cuca”, dado que ela pode explicar o início da existência do universo. Astrônomos descobriram especificamente uma pequena torção de luz chamada de modo-B de polarização primordial (êta nome difícil).

Esse nome é devido ao efeito de turbilhão que ondas de gravitação enormes provocam em fótons que escaparam do Big Bang e serve como uma prova de que as ondas gravitacionais realmente existem.

Da forma que a compreensão das origens do universo vai, isso é uma grande descoberta. Alguns dizem que esse achado é tão importante quanto a descoberta do bóson de Higgs ocorrida em 2012.

Einstein, sendo quem era, previu tudo isso em 1916. Sua teoria da relatividade geral hipotetizou que essas ondas gravitacionais existem como ondulações no tecido espaço-tempo, e os cientistas têm tentado desde então provar sua existência.

Se ondas gravitacionais existem, isso significa que a expansão rápida do universo nos momentos logo após o Big Bang realmente aconteceu.

O efeito é um pouco semelhante à maneira como as ondas se formam na superfície quando você larga uma grande pedra em um lago. Entretanto, você também tem que imaginar que o Big Bang formou também o lago (além das ondas).

A despeito de como você descreve esse acontecimento, ainda assim é uma grande descoberta. “Se for confirmado, então essa será a mais importante descoberta desde a descoberta de que o a expansão do universo está se acelerando,” diz o astrônomo Avi Loeb de Harvard, que não estava envolvido na pesquisa. Loeb adicionou, “Vale um Nobel.”

Para quem quiser entender um pouco mais sobre a teoria do Big Bang, o vídeo abaixo (em inglês, mas com a possibilidade de ativar legendas nessa língua) explica de forma muito didática como tudo pode ter acontecido.

FONTE

Piada Nerd — 17/03/2014

Piada Nerd

9817CC59

Já faz um bom tempo que eu postei a última gracinha aqui no blog, já estava até com saudades de escrever um pouco de besteira aqui.

O fato é que encontrei uma que valia a pena publicar no blog.

Vamos à ela:

Einstein, Pascal e Newton estavam brincando de esconde-esconde. Era a vez de Einstein contar até 10 para que os outros se escondessem.

Einstein virou-se para a parede a começou a contagem. Enquanto isso, Pascal saiu correndo para se esconder e Newton afastou-se apenas alguns passos de Einstein.

Newton desenhou em torno de si um quadrado de um metro de lado.

Quando Einstein terminou a contagem, virou-se para procurar os colegas e viu Newton parado pacientemente no centro do quadrado.

-Rá! Encontrei você, Newton! – exclamou Einstein.

-Não mesmo, caro colega! – disse Newton.

– Eu estou sobre uma área de 1,0 metro quadrado, portanto quem você encontrou foi o Pascal! – continuou Newton!

P.S.:Sei que corro o sério risco de perder muitos leitores do blog com essa excelente piada! Mas, como disse o filósofo Friedrich Nietzsche, a zoeira nunca termina!

Quem não entendeu a piada, leia a continuação do post.

Continue lendo

Aula Inaugural na UERGS – SLG: Reflexões sobre TIC como promotoras da interdisciplinaridade — 16/03/2014

Aula Inaugural na UERGS – SLG: Reflexões sobre TIC como promotoras da interdisciplinaridade

Na sexta-feira (dia 14/03/2014), estive na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – Campus São Luiz Gonzaga participando de um momento muito especial junto aos meus amigos e colegas daquela instituição.

Participei como painelista na Aula Inaugural dos cursos de Pedagogia, Tecnologia em Agropecuária Integrada e Tecnologia em Agroindústria.

Como prometido aos participantes, eis a apresentação que eu exibi durante a minha fala.

Agradeço imensamente a todos que lá se fizeram presentes, em especial ao Prof Marcelo Migliorini e à Profa Arisa da Luz.

Um vídeo incrível sobre o efeito Leidenfrost —

Um vídeo incrível sobre o efeito Leidenfrost

Esse efeito é muito legal, tanto que já andei escrevendo sobre ele (veja esse post aqui).

Água em estado líquido jogada sobre uma superfície suficientemente aquecida não evapora instantaneamente.

A gotícula de água forma uma camada inferior de vapor que isola termicamente a parte superior da gotícula e atrasa a evaporação completa da mesma.

O efeito macroscópico desse efeito é observado pelo movimento rápido e aleatória da gotícula sobre a superfície quente.

The-Leidenfrost-effect

O vídeo que vou exibir agora mostra uma novidade sobre o efeito:

Água é despejada na forma de gotículas sobre uma superfície suficientemente aquecida, com diversos sulcos E verticalmente inclinada.

Ao contrário do que se esperaria, a água sobre o plano inclinado ao invés de descer.

060403_3_leidenfrost_1

O vídeo está em inglês, mas é fácil entender o porquê desse fenômeno (ele possui legendas em inglês pra facilitar um pouco a compreensão).

A camada de vapor que se forma sob a gotícula impulsiona a mesma acima e à frente.

060403_3_leidenfrost_3

060403_3_leidenfrost_4

 

060403_3_leidenfrost_5

 

060403_3_leidenfrost_6

Bom chega de lero-lero, eis o vídeo:

Saiba mais sobre o assunto AQUI.

O vídeo eu cncontrei AQUI.

%d blogueiros gostam disto: