Diário de um Químico Digital 3.0

Química, TICs e outras treconologias. :)

Palestra sobre Ficção Científica proferida na UFFS — 31/10/2019

Palestra sobre Ficção Científica proferida na UFFS

Aos meus caros amigos e colegas da Universidade Federal da Fronteira Sul do Campus Cerro Largo, eis o material da palestra proferida em 29-10-2019 no auditório da UFFS, para os professores dos ciclos formativos em ensino de ciências e matemática, e no laboratório de ensino para os mestrandos do Mestrado Acadêmico em Ensino de Ciências.

Agradeço a todos pela presença e pela audiência qualificada que compareceu às minhas palestras.

Como criar um Prezi — 17/10/2019
King Draw – app para desenho de estruturas moleculares — 15/10/2019

King Draw – app para desenho de estruturas moleculares

Pesquisando por formas de desenhar estruturas moleculares no smartphone, descobri um aplicativo que resolve uma parte dos meus problemas.

Arte da capa

É o King Draw, um app gratuito que suporta pesquisas por nome ou por estrutura e que permite desenhar representações planas e espaciais de moléculas orgânicas ou inorgânicas.

Abaixo, estão alguns tutoriais em vídeo que mostram como desenhar estruturas lineares, trigonais planares, tetraédricas, bipiramidais trigonais e octaédricas.

O app pode ser baixado na Play Store neste link AQUI.

Os tutoriais estão na sequência do post:

Continuar lendo

Como criar modelos moleculares com isopor e alfinetes —
Geometria molecular de espécies eletricamente carregadas — 02/10/2019

Geometria molecular de espécies eletricamente carregadas

Hoje, na minha aula de Instrumentação para o Ensino de Química II, surgiu uma dúvida sobre como determinar a geometria de uma molécula carregada eletricamente.

Embora não seja um conteúdo difícil, eu elaborei essa videoaula na hora em que a dúvida surgiu.

Compartilho com os leitores do blog a minha abordagem sobre o assunto.

Aula de Instrumentação para o Ensino de Química II – dia 25-09-2019 — 30/09/2019

Aula de Instrumentação para o Ensino de Química II – dia 25-09-2019

Em instrumentação para o ensino de Química II, eu comecei a explicar para os meus alunos sobre o algoritmo para determinação de geometria eletrônica e molecular segundo o modelo VSEPR.

Foi a primeira vez que dei aula assim, escrevendo na mesa digitalizadora e fazendo screencast ao mesmo tempo.

Gostei da experiência e pretendo repetir.

Para uma vídeo-aula sobre modelo VSEPR completa, clique AQUI.

Tutoriais de criação de memes educativos com aplicativos móveis — 29/08/2019
Memes e mnemônicos para ensinar a disposição dos elementos químicos dos blocos s e p — 20/04/2019
Discutindo isótopos e ionização usando um meme — 16/04/2019

Discutindo isótopos e ionização usando um meme

Olá, pessoal!

Voltei com mais um meme super engraçado (só que não) para discutir Quimica.

Antes de mais nada, o meme:

Agora, a explicação:

1) Parte Química do meme

O Hidrogênio é um elemento químico que possui um próton no núcleo.

Esse número de prótons é chamado de número atômico (Z).

No entanto, o Hidrogênio pode se apresentar como duas outras versões de si mesmo: Deutério (D) e Trítio (T).

Ambos possuem um próton no núcleo (ou mesmo número atômico Z = 1).

A diferença é que o Deutério possui um nêutron adicional e o Trítio dois nêutrons adicionais no núcleo.

Esses nêutrons nao alteram. As propriedades químicas do Hidrogênio. Apenas o tornam mais pesado.

A soma do número atômico com o número de nêutrons resulta no Número de Massa (A).

O número de massa das tres espécies é, respectivamente, 1, 2 e 3.

Z é representado como um numero no lado inferior esquerdo do simbolo do elemento quimico.

A é representado como um número no canto superior esquerdo do símbolo do elemento.

Ionização é o processo de remoção de um ou mais elétrons do átomo.

Quando o átomo perde um ou mais elétrons, adicionamos um sinal de + ao canto superior direito do símbolo do elemento químico.

No meme, o Deutério foi ionizado e perdeu seu elétron. Simbolizamos isso escrevendo um D+.

2) Explicação da parte humoristica do meme

Aproveitando a representação D+ do íon deutério, resolvi usar a brincadeira feita com quem sofre de ou por amor.

Na internet brasileira, essas pessoas são associadas ao GADO, que aceita tudo passivamente.

A expressão comumente usada é “GADO D+”, podendo ser seguida ou não de uma imagem de boi ou vaca.

Aí, escolhi atribuir falas aos elementos H e T, rindo da condição do D.

Para tornar um pouco mais hilario, decidi atribuir chifres ao hipotético íon deutério.

E voilá, eis um meme científico” sem graça” surgindo.

Até a proxima, pe-oe-pessoal!

Usando memes para ensinar Química — 08/04/2019

Usando memes para ensinar Química

E aí, pessoal? Tudo bem?

Hoje venho aqui para postar um meme que está na moda e que mesmo criei usando aplicativos móveis gratuitos.

Voces já devem ter visto alguém falar RUSBÉ ou AU do nada.

Com certeza é um fã de Michael Jackson, o Rei do Pop.

Ele está de volta em memes hilários, sempre com as clássicas expressões RUSBÉ (Who’s Bad?), BIRIDIN (Billie Jean), PIRÊ (Beat it) ou os gritinhos AU e/ou HEE HEE.

Eu resolvi entrar na onda e tentar usar para ensinar um pouco de Química.

Um bom meme não pode ter muitas palavras, senão cansa o leitor.

O objetivo principal é fazer graça.

Sendo assim, o meme deve se prestar apenas a iniciar um debate sobre o assunto tratado.

Para terminar a enrolação, vou postar um meme na sequência.

Obrigado pela sua visita.

Terei novidades em breve.

%d blogueiros gostam disto: