9529-burning-match

Eu ando fissurado por vídeos em câmera lenta. Ponto.

Vocês vão ter que “aguentar” assistir mais um vídeo sobre essa temática.

Brincadeiras à parte, em um vídeo a 4000 quadros por segundo o processo de combustão da cabeça de um palito de fósforo é algo dramático e ao mesmo tempo muito bonito de assistir.

Vejam o vídeo e, após, os tradicionais comentários do Dr. Chatoff:

Se você quiser saber os aspectos químicos da combustão do palito de fósforo, continue lendo.

A cabeça de um fósforo contém vidro pulverizado, fósforo vermelho, enxofre e clorato de potássio.

Quando riscado contra uma superfície rugosa (como aquela que existe nas laterais de uma caixa de fósforos) a fricção gera calor suficiente para que o vidro pulverizado induza o fósforo vermelho se torne fósforo branco (que é altamente combustível).

Fósforo vermelho é uma estrutura polimérica e fósforo branco é uma molécula tetraédrica que contém 4 átomos de fósforo, como mostrado nas figuras abaixo.

Fósforo vermelho (polimérico)

250px-RedPhosphorus250px-Phosphorus1

Fósforo branco (molécula tetraédrica)

P4-Fósforo Branco200px-Phosphorus2

O calor gerado pelo fósforo quebra o clorato de potássio, e no processo, libera oxigênio.

10 KClO3(s) + 3P4 → 3P4O10(s) + 10 KCl(s) + 9425 kJ

P4O10 → P4 + 5 O2

225px-Phosphorus-pentoxide-2D-dimensions (1)

Esse oxigênio se combina com o enxofre, permitindo à chama se sustentar por tempo suficiente para acender uma vela ou iniciar uma fogueira.

S + O2 → SO2, ΔH = -297 kJ/mol

Essa reação química ocorre em um instante, mas graças à câmera lenta podemos ver o processo ocorrer lentamente.

Para obter essas imagens tão belas, a equipe UltraSlo teve que usar 2000 Watt de luzes, espelhos e refletores para poder filmar com toda essa qualidade.

FONTE

Anúncios