Para quem nunca imaginou que uma simples bolinha de ping-pong fosse tão inflamável, o vídeo abaixo mostra que seus conceitos estavam totalmente equivocados.

Os caras incendeiam uma bolinha isolada para mostra o potencial do artefato.

Depois, eles colocam fogo em uma pilha de bolinhas contidas em um “forno” feito com tijolos empilhados.

Assista ao vídeo e depois comentarei o porquê desse comportamento tão imprevisível.

Acontece que as bolinhas de ping-pong (e as palhetas de guitarra) são normalmente fabricadas com um material chamado celulóide.

A celulóide foi o primeiro plástico (na verdade, termoplástico – que altera suas propriedades de acordo com a temperatura) a ser patenteado lá no distante ano de 1870.

Celulóides são fabricados a partir de nitrocelulose (figura 1), cânfora (figura 2), alguns aditivos e corantes.

800px-Nitrocellulose-2D-skeletal

Figura 1: Nitrocelulose

100px-Camphor_structure

Figura 2: Cânfora

WLW-TheHistoryandPropertiesofCelluloid_12CF1-Design celluloids_thumb

Figura 3: Um provável esquema de formação da celulóide (leia mais aqui)

É facilmente moldável e seu principal uso durante anos foi substituir o marfim, sendo por isso chamado de “marfim francês” ou “Ivorine” (ivory é a palavra inglesa para marfim, assim como ivoire é a versão francesa da palavra).

China_Celluloid_Sheet20088272306256

dados

Figura 4: Artefatos modernos fabricados com celulóide

É altamente inflamável (viu, tá aí a explicação das propriedades fantásticas das bolinhas de ping-pong) e seu uso industrial/comercial diminuiu muito nos dias atuais, sendo ainda utilizado em bolinhas e palhetas (mas acho que divago tocando nesse assunto novamente). 🙂

Antigamente, os filmes fotográficos e cinematográficos eram fabricados com celulóide, por isso era comum estúdios que armazenavam esse tipo de filme incendiarem e todo o acervo ser perdido nesses casos.

A formulação típica da celulóide pode conter de 70 a 80 partes de nitrocellulose, nitrada a 11% de nitrogênio, 30 partes de cânfora, 0 a 14 partes de corante, 1 a 5 partes de  etanol, acrescido de estabilizantes e agentes que aumentam a estabilidade e reduzem a inflamabilidade.

Bom, acho que chega de informações por hoje. Acesse os links contidos no post para saber mais.

Até a próxima, p-p-pe-pe-pesso-a-al! 🙂

Anúncios