Chemspider

É o ChemSpider.com, um site bem legal que permite obter informações acerca de uma infinidade de moléculas orgânicas tais como estrutura molecular, nome IUPAC, dados físico-químicos, etc.

Para demonstrar as funcionalidades desse site, eu fiz uma busca pela capsaicina, a molécula responsável pelo caráter “ardido” da pimenta.

Vamos ver o que o ChemSpider retorna ao digitarmos “capsaicin” na caixa de busca:

 

ChemSpider 2D Image | Capsaicin | C18H27NO3

 

O vídeo incorporado a este post mostra uma representação 3D da capsaicina, molécula usada na fabricação dos famosos spays de pimenta.

Veja mais dados sobre a capsaicina na continuação do post.
A molécula da capsaicina é conhecida pelo nome IUPAC 8-metil-N-vanilil-6-nonamida, 
(CH3)2CHCH=CH(CH2)4CONHCH2C6H3-4-(OH)-3-(OCH3) ).

Ela é o componente ativo das pimentas do tipo Chili, as quais são plantas pertencentes ao genus Capsicum. A capsaicina é irritante para os mamíferos, incluíndo humanos, e produz a sensação de queima em qualquer tecido que entre em contato. Capsaicina e diversos compostos relacionados são chamados capsaicinóides e são produzidos como metabólitos secundários pelas pimentas chili.

Esse composto que causa ardência é provavelmente uma defesa da planta contra certos

Possui os seguintes dados físico-químicos:

 

ACD/LogP 3.33  
nº receptores-H : 4
nº ligações com livre rotação: 10 Área Polar Superficial: 38.77 Å2
Índice de Refração: 1.523
Volume Molar: 293.1 cm3 Polarizabilidade: 35.55 10-24cm3
Tensão Superficial: 38.7 dyna/cm Densidade: 1.041 g/cm3
Ponto de fulgor: 263.1 °C Entalpia de Vaporização: 81.2 kJ/mol
Ponto de ebulição: 511.5 °C at 760 mmHg Pressão de Vapor: 4.41.10-¹¹ mmHg @ 25°C

 

Dica do colega Luis Brudna, dono do blog EmSíntese e do Tabelaperiodica.org e oficineiro no 31º EDEQ.

 

Anúncios