Cristais de dihidrogenofosfato de amônio são a nova aposta da ciência para o armazenamento de dados.

Pesquisadores da Universidade da Florida descobriram que os cristais desse material podem armazenar até 1 Exabyte (1Eib), ou seja, 1.000.000.000.000.000.000 bytes.

É pouco? Isso representa 1.000.000.000 vezes mais que um pen drive de 1Gib consegue armazenar.

Para conseguir esse feito, infelizmente, esse cristal precisa estar a cento e cinquenta graus Celsius negativos. 😦

O cristal de dihidrogenofosfato de amônio [(NH4)H2PO4] é multiferroico, ou seja, apresenta propriedades ferroelétricas ou ferromagnéticas de acordo com a temperatura.

Devido às propriedades do material, seria possível construir chips muito menores com eles e, por isso, a capacidade de armazenamento aumentaria muito.

FONTES:
Anúncios