Diário de um Químico Digital 3.0

Química, TICs e outras treconologias. :)

Criando uma vídeoaula simples com o Flashback Express Recorder — 09/06/2020

Criando uma vídeoaula simples com o Flashback Express Recorder

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje eu vou mostrar pra vocês como gravar uma vídeoaula muito simples usando um slideshow (powerpoint, libre office impress, google docs presenter, wps, etc) e o software de screencast BlueBerry Flashback Express Recorder.

Já falei da técnica de screencasting outras vezes aqui no blog.

Uso essa técnica e esse sotware para criar minhas vídeoaulas.

Hoje, compartilho a técnica básica com vocês em três vídeos curtos.

Aproveitem…

Tutorial de criação de livro eletrônico em formato ePUB — 31/08/2017

Tutorial de criação de livro eletrônico em formato ePUB

EPUB_logo.svg

Olá, caros leitores.

Hoje vou atender um pedido de um visitante do canal no youtube no qual publico meus tutoriais.

Vou mostrar para vocês como criar um livro eletrônico em formato ePub usando alguns recursos simples.

  1. Microsoft Word
  2. Google Docs
  3. Sigil
  4. http://online-convert.com

O primeiro vídeo mostra uma técnica básica para a criação do ebook usando Google Docs.

O segundo vídeo, mostra como podemos usar o Word e o Sigil para criar o ebook e, depois, como podemos apenas converter o arquivo .DOCX para o formato ePub usando o site Online-Convert.

Para ver mais livros eletrônicos criados por mim e por meus (ex-)alunos, visite o site do meu projeto de e-books para ensino de ciências Science Books.

Tutorial – Criação de jogo no MS Excel — 11/07/2017

Tutorial – Criação de jogo no MS Excel

excel jogo

E aí galerinha leitora do blog, tudo bem?

Hoje vou postar mais uma super dica para quem quer se aventurar a criar jogos didáticos para dar aquela incrementada na sala de aula.

Vou postar aqui um vídeo e um arquivo para ensinar como criar um joguinho maneiro no Microsoft Excel.

Espero que vocês gostem!

Planilha do Excel – Jogo

Como editar áudios usando o Audacity — 28/06/2017

Como editar áudios usando o Audacity

85-tmhc3h26rwtlnud6-s

Fala galera, tudo bem com vocês?

Hoje vou falar rapidamente sobre uma ferrramenta que já venho há um tempo me familiarizando e usando para criar pequenos áudios, tentativas de podcasts, etc.

É o Audacity, uma ferramenta gratuita, código aberto e multiplataforma

Ele permite gravar e editar arquivos sonoros, importar e mesclar diferentes arquivos de som, etc e tal.

Você pode baixar o Audacity no site http://www.audacityteam.org/download/ .

audacity

E por qual razão, motivo ou circunstância eu estou falando dele hoje?

Sempre tem um motivo nas minhas postagens: (1) ou eu gostei do tema e resolvi compartilhar com vocês ou (2) eu dei uma tarefa para os meus alunos e a postagem é para instrui-los quanto ao uso de alguma tecnologia.

Hoje é o caso 2! 3:)

Pois bem, fiz um breve tutorial em vídeo que permite fazer o básico da edição de áudios com o Audacity.

Ei-lo:

Dicas adicionais de como editar áudios, veja aqui e aqui.

Divirtam-se editando seus áudios.

Criando vídeo-aulas com o Open Sankoré — 16/05/2017

Criando vídeo-aulas com o Open Sankoré

EDIT: O OPEN SANKORÉ AGORA SE CHAMA OPEN BOARD E ESTÁ EM OUTRO SITE. ACESSEM ESTE LINK PARA BAIXAR E INSTALAR, ELE É IGUAL AO SANKORÉ.

O software Open Sankoré é um pacote educacional gratuito, interativo e livre.

Com ele, é possível criar aulas ao estilo Whiteboard (quadro branco) com diversos elementos multimídia.

Nessa breve apresentação do software, mostro como criar uma vídeo-aula usando o software para capturar o conteúdo que exibo na tela enquanto verbalizo as explicações (as quais também são gravadas).

Esse material destina-se, também, aos participantes do meu Projeto de Extensão (Elaboração de Material Didático Digital e de Experimentos para o Ensino de Ciências), aprovado no último edital PDA/UNIPAMPA.

Outros materiais sobre o Open Sankoré virão. Mas, por enquanto, divirtam-se com o conteúdo ora apresentado.

Tutorial 1 – Conhecendo a interface do Open Sankoré

Tutorial 2 – Conhecendo a interface do Open Sankoré

Tutorial 3 – Conhecendo a interface do Open Sankoré

Tutorial 4 – Criando uma vídeo-aula com o Open Sankoré

Como ficou a vídeo-aula:

Dica de Software – Techsmith Jing — 11/11/2016

Dica de Software – Techsmith Jing

screencast-all-products-large

Já faz um bom tempo que eu uso softwares de Screencast nas minhas pesquisas e nas minhas atividades acadêmicas.

Aqui no blog já falei mais de uma vez sobre o assunto (veja aqui, por exemplo).

Hoje eu quero mostrar um software bem versátil que permite criar screencasts e screenshots (capturas de tela).

Nessa série de três vídeos, eu mostro um pouco de como criar ambos e, de quebra, mostro como criar uma conta no site Screencast.com e como baixar o tal software.

Só para esclarecer, no Screencast.com é possível guardar os vídeos e as capturas de tela que você criou e, dessa forma, compartilhar com outras pessoas ou simplesmente incorporar essas produções digitais em sites ou blogs que você porventura mantenha.

Boa diversão e até a próxima postagem!

 

CHIPS – CHemistry Interactive Problem Solver — 11/06/2013

CHIPS – CHemistry Interactive Problem Solver

Imagem

CHIPS é um software de resolução de problemas de Química verdadeiramente interativo, desenvolvido para ajudar estudantes na aprendizagem dessa ciência.

Não é simplesmente um software do tipo “diga-se sua resposta e eu direi se está certa ou não”, mas um no qual um personagem animado, Dr. Chip, realmente guia os estudantes passo a passo através do processo de organizar e resolver problemas de Química Geral, tal como se costuma fazer em sala de aula.

Em adição à informação contida em cada problema (que pode ser arrastada e solta nos espaços destinados à resolução), os estudantes têm acesso também a menus drop-down de constantes, fatores de conversão, massas molares, e equações.

Eles permitem fazer escolhas, cometer erros e obter uma resposta imediata do Dr Chip a cada passo da resolução. A versão atual do CHIPS contém problemas da maioria dos tópicos da área de um curso de Química Geral típico, incluindo escrita e balanceamento de equações químicas, estequiometria, termoquímica, estrutura molecular e atômica, e leis dos gases.

Você pode baixar o CHIPS aqui.

Google Docs no Chrome Web Browser — 25/10/2012

Google Docs no Chrome Web Browser

Google Drive é um lugar onde sepode criar, compartilhar, colaborar e manter seus documentos mais importantes.

Naturalmente, tem dias que a gente quer começar um novo documento, tomar notas em uma aula ou preparar uma apresentação em cima do laço para aquela disciplina chata. 🙂

Para tornar mais simples o processo de criar material digital rapidamente, os Documentos, Planilhas e Apresentações-chamados agora de DocsSheets, and Slides estão disponíveis como aplicativos na Chrome Web Store.

Googledocs

Um vez instalados, atalhos surgirão para esses aplicativos quando você abrir uma nova aba no Chome.

 Direto do GoogleDocs Blog.

Livro eletrônico das espécies animais em risco — 24/10/2012

Livro eletrônico das espécies animais em risco

Mazama

Semestre passado eu fiz uma atividade com os meus alunos da disciplina de TICs no Ensino de Ciências da UFFS e acho que o resultado ficou muito bom.

A galera se puxou e fez livrinhos bem legais.

Eu usei o Flash Page Flip Book, apresentado a mim pela minha colega e amiga Maria do Carmo, para gerar esse livro eletrônico.

Fpf

A tarefa que eu passei para os alunos foi a seguinte:

Eles receberiam o nome científico da uma espécie animal da fauna brasileira, de preferência da região sul do país.

A partir do nome e de alguns links fornecidos para facilitar a pesquisa, pedi que eles fossem ao http://images.google.com (eles podiam ir a outros sites) e procurassem o máximo de imagens possível sobre o animal.

Depois disso, eles deveriam montar uma apresentação em powerpoint contendo alguns itens obrigatórios.

O principal é que a apresentação fosse bem ilustrada, que focasse no aspecto visual e não textual.

Após concluída a apresentação, eles deveriam montar o livro eletrônico do tipo “flip page” usando o software supracitado.

Eles deveriam enviar as páginas do livro para mim e, após, deveriam postar apenas as imagens no blog da diciplina de TICs.

Meu compromisso com os alunos era devolver um livro contendo as espécies animais de todos eles, para que pudessem levar esse material didático para sua futura prática docente. O resultado? Um livro com 461 páginas! Tá bom pra vocês?

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O LIVRO

 

NetLogo – Simulações para o ensino de ciências — 18/09/2012

NetLogo – Simulações para o ensino de ciências

aula 9.doc

Olá pessoal, ando meio sumido aqui do blog mas não esqueci dos meus fiéis leitores (eu acredito que devam existir alguns, hehehehe).
Ando mexendo com novos softwares para ensino de ciências e hoje gostaria de compartilhar com vocês algumas das minhas experiências.
Vocês já ouviram falar de “linguagens de programação educacionais”?
Não? Pois é, a linguagem de programação clássica dessa categoria de TIC é a LOGO.
Criada em 1967 pelo matemático Seymour Papert em co-autoria com  Wally Feurzeig.
Por ter trabalhado com Jean Piaget, a proposta da linguagem Logo é essencialmente construtivista.
Através de comandos simples, o usuário ordena a uma simpática tartaruga que se mova pela tela.
Por se tratar de uma linguagem interpretada, a tartaruguinha executa os comandos do usuário logo após ele ter terminado de digitar o mesmo.
O LOGO foi usado com bastante sucesso na investigação dos mecanismos mentais envolvidos na aprendizagem de crianças, mas também teve seu uso com jovens e até mesmo adultos.
O LOGO foi muito usado também no Brasil, sempre com o intuito de ensinar/investigar processos de aprendizagem.
Essa linguagem foi tão bem sucedida que teve diversos “filhos”.
É sobre uma das linguagens derivadas do LOGO original que eu vou falar nesse post.
Trata-se do NetLogoO NetLogo é um ambiente de modelagem programável multi-agente criado por Uri Wilensky
Ele tem sido usado por milhares de alunos, professores e pesquisadores ao redor do mundo e pode ser baixado gratuitamente a partir do site http:ccl.northwestern.edu/netlogo
Obviamente que o que mais me agrada no NetLogo é o aspecto de linguagem de programação. Mas não é esse o aspecto da linguagem que eu vou exaltar na postagem.
O NetLogo possui uma extensa biblioteca de modelos prontos, os quais vão desde áreas como a Biologia, passando por Química e Física, mas com bons modelos para ensino de Artes, Ciências da Computação, Economia, Geociências, etc.
Se você quiser, não precisa nem se aventurar a aprender a programar (embora seja isso o que mais me atraiu ao NetLogo), basta abrir a biblioteca de modelos e sair usando os modelos que ele oferece para fazer simulações com objetivo didático.
Assim sendo, vou compartilhar com vocês uma proposta de aula que fiz aos meus alunos:
Usar um modelo de disseminação do vírus HIV da biblioteca do NetLogo e usar os resultados para promover uma discussão sobre os impactos dos hábitos sexuais na propagação da síndrome da imunodeficiência adquirida.
No documento que vou anexar a seguir estão mais detalhes sobre o modelo. Não levem tanto a sério os resultados obtidos, pois o modelo (como todo modelo) é uma simplificação da realidade. Ele não leva em conta a transmissão do HIV por contato com agulhas contaminadas, por transmissão de mãe para filho durante o parto, por transfusão de sangue, etc. Ele considera apenas a transmissão por contato sexual.
É possível alterar o número médio de parceiros que um indivíduo pode ter, os hábitos de uso de preservativo, a probabilidade dos indivíduos realizarem testes para detectar a presença do vírus, o tempo em que as pessoas se mantém em um relacionamento, etc.
Acredito que a proposta foi bem aproveitada pelos meus alunos, pois eu os vi discutindo bastante durante a aula e eles compartilharam argumentos bem interessantes comigo.
Logo volto com novas propostas de softwares. Obrigado a todos!
%d blogueiros gostam disto: