Diário de um Químico Digital 3.0

Química, TICs e outras treconologias. :)

Campanha ajude o Planetário da UNIPAMPA — 04/05/2016

Campanha ajude o Planetário da UNIPAMPA

spacecow

Pessoal, a postagem a seguir visa ajudar na finalização de uma obra importante para a região da Campanha do Rio Grande do Sul e que está paralisada por falta de verbas no momento.

Faço esse post em favor do meu colega Guilherme Marranghello, o idealizador do Planetário da UNIPAMPA.

A seguir, transcrevo o texto e as imagens da campanha de financiamento coletivo no site Vakinha. (CLIQUE AQUI PARA AJUDAR)

Meu nome é Guilherme Marranghello. Sou professor da Universidade Federal do Pampa, em Bagé-RS, desde 2006. Em 2009, por conta do Ano Internacional da Astronomia, comecei a trabalhar com Divulgação Científica. Desde então, tenho me dedicado a atividades de Divulgação e Popularização da Ciência por meio da Astronomia.

Consolidado como um Programa de Extensão, desenvolvemos diversas atividades que incluem palestras, observações com telescópios, cursos abertos a todos os interessados e cursos específicos para professores da Educação Básica. Desde o início de 2013, estamos trabalhando com um planetário inflável, realizando sessões para turmas escolares que nos visitam regularmente. Também viajamos, levando o planetário para diversas cidades que solicitam nosso apoio na realização de eventos como Feiras de Ciências, exposições ou cursos. Todas estas atividades são desenvolvidas de forma gratuita, com apoio de alunos da universidade, sejam bolsistas e/ou voluntários.

Algumas das ações que já desenvolvemos: palestras e noites de observação no Palacete Pedro Osório em parceria com a Secretaria de Cultura, sessões de planetário e observação do eclipse na Praça da Estação, participação em Feiras do Livro, exposição sobre o Eclipse de 1966 na Casa de Cultura Pedro Wayne, curso para professores em parceria com a Secretaria de Educação, visita às cidades de Caçapava, Dom Pedrito, Uruguaiana, Itaqui e muito mais.

small_12002609_995728200465420_2525752942705419058_osmall_DSC_0219

small_DSC_0242

small_DSCF7463

small_12003957_10154136487019688_825936280050017654_n

 

 

No final de 2013 fomos contemplados com um edital para a construção de um Planetário Fixo, aquele que deverá ser o 3º do estado e o único na região da campanha, onde está inserida a Unipampa. Infelizmente, a crise atual nos impede de concluir as obras e a aquisição do restante do material. Aguardamos a mais de um ano pelo pagamento de uma parcela do financiamento do CNPq, que informou, ao início deste ano, não ter previsão para pagamento em 2016. Por isso estou aqui, solicitando seu apoio, para que consigamos concluir este importante empreendimento.

Nosso programa já atendeu a mais de 20.000 crianças e centenas de professores em cursos de formação. Nossa expectativa é, com a conclusão das obras do planetário, atender 20.000 pessoas por ano. Você pode conhecer um pouco das nossas atividades através da página do planetáriohttp://porteiras.s.unipampa.edu.br/planetario/ ou da nossa página no Facebook https://www.facebook.com/planetariodaunipampa/.

O Planetário é uma importante ferramenta voltada para a Educação e Cultura. No planetário as crianças aprendem sobre ciência, em especial, sobra a Astronomia. É possível visualizar o Universo com uma perspectiva sem igual. No planetário, desenvolvemos sessões com objetivos didáticos específicos, onde a criança pode aprender sobre o Sistema Solar, sobre Constelações, Estações do Ano ou Fases da Lua. Também é possível assistir sessões com temas mais abrangentes. Com a finalização da obra, além de receber turmas escolares, o planetário também terá sessões abertas ao público em geral, com os temas mais variados, discutindo a ciência que nos envolve, pois as leis da natureza que regem os fenômenos astronômicos são as mesmas que regem a nossa vida aqui na Terra. Conhecer Astronomia é compreender o mundo à nossa volta.

Esta campanha está sendo organizada com a ciência, colaboração e total apoio da reitoria da Unipampa, que está comprometida com a conclusão deste importante projeto que visa contribuir nas áreas de Ciência, Educação e Cultura, entendendo que o Planetário consiste em uma importante ferramenta para a integração da Universidade com a sua comunidade.

Perguntas importantes:

1)      Qual o destino da verba arrecadada?

a.       Toda a verba arrecadada será convertida em aquisição de equipamentos ou serviços destinados à conclusão da obra do Planetário da Unipampa.

2)      O que acontece se não atingir a meta de arrecadação?

a.       Dependendo do valor arrecadado, poderemos concluir mais uma etapa da obra ou a aquisição de mais algum equipamento necessário. Se faltar muito pouco para atingirmos a meta, iremos estudar a viabilidade de prolongar a campanha com base nos resultados obtidos até então.

3)      O que acontece se o CNPq pagar a parcela final?

a.       A verba paga pelo CNPq deve ser empregada exclusivamente nas ações descritas no projeto contemplado, assim, esta verba deverá ser empregada na aquisição de equipamentos para o Planetário da Unipampa;

b.      Se o CNPq pagar após termos finalizado a campanha, utilizaremos a verba do CNPq em melhorias, aprimoramento e até mesmo ampliação no número de assentos do planetário;

c.       Se o CNPq pagar antes de termos finalizado a campanha, utilizaremos os recursos do CNPq para pagar os itens essenciais ao planetário e a sua colaboração será TOTALMENTE destinada a benfeitorias ao planetário, seja na ampliação do número de assentos, assessórios, aquisição de filmes e muito mais.

Mais informações sobre mim podem ser encontradas no meu Currículo Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767517A7. Maiores informações sobre o Planetário, suas atividades e o andamento da obra podem ser obtidos através do nosso site, página no facebook ou do emailplanetario@unipampa.edu.br.

AJUDE A CIÊNCIA, A EDUCAÇÃO E A POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA! Seja um AMIGO DO PLANETÁRIO! 

Muito obrigado pelo seu apoio.

P.S.: Se o Prof Guilherme atingir a meta de R$10.000 até o dia 06/05/2016, há uma promessa de que ele pinte o cavanhaque de azul!

Publicidade
O que fazer depois de se formar? — 24/09/2012

O que fazer depois de se formar?

Nessa minha já não tão curta vida de professor, uma constante é a questão “emprego”.

Lá estou eu dando aula de qualquer coisa e sempre tem algum aluno que me pergunta o que ele pode fazer depois que se formar. Ora, nós Químicos temos muitas opções profissionais após a formatura.

Um Químico pode se tornar professor do ensino básico, caso curse uma licenciatura. Quanto a essa opção, existem várias escolas de ensino privado espalhadas pelo país, geralmente com salários bem atrativos. Dada a escassez de professores de ciências exatas em nosso país, essa é uma opção profissional cada vez mais atrativa (e lucrativa).

10753703-asian-teacher-writing-scientific-formula-on-the-whiteboard

 

“Ah, mas eu estou interessado em trabalhar em uma área técnica”! É uma frase que costumo ouvir bastante dos meus alunos.

OK, independente do fato de você cursar uma licenciatura em química, um bacharelado, uma química tecnológica ou até uma das muitas engenharias relacionadas à química, sempre existe a opção de trabalhar na área de análises químicas /ou controle de qualidade.

5487586-high-school-student-in-chemistry-class

 

E olha que estou falando de análises químicas de forma genérica, pois cada tipo de indústria necessita de analistas para suas necessidades específicas. Dado o tamanho do parque industrial instalado em nosso país, posso dizer que existem muitas opções de empregos no Brasil na área de Química.

Claro que um profissional de nível superior como os que eu citei acima não são os únicos que podem concorrer a esse tipo de vaga, temos que considerar os técnicos em química de nível médio e os tecnólogos de nível superior, todos aptos a ocupar tais vagas. A diferença entre os técnicos e os demais, é que geralmente os de nível superior assumem postos de chefia (com suas respectivas compensações financeiras).

Existem outras opções? Claaaaaaro! Após se formar, você pode optar por prestar exames de seleção para os diversos programas de mestrado e/ou doutorado que existem no nosso país. O tipo de profissional egresso desses programas varia, mas em geral os mestres e doutores formados dessa maneira estão habilitados a concorrer às inúmeras vagas de trabalho tanto do mercado acadêmico público quanto do privado. Aliás, o que eu falei antes para professores do ensino básico se aplica também a professores do ensino superior, geralmente as compensações financeiras são maiores no setor privado.

Dado que nossa profissão é regulamentada, basta fazer inscrição no Conselho Regional de Química da região onde você vai exercer sua profissão, levar seu histórico escolar e seu diploma para obter o registro e receber uma carteira de identidade profissional. Professores do ensino básico ou do ensino superior federal não necessitam se afiliar nos CRQ’s porque os conselhos estaduais/federais de educação validam os diplomas para o exercício da docência.

Bom, não pretendo esgotar o assunto, até porque ele dá muito pano pra manga. O importante é estar sempre de olho nas oportunidades de estágio, pois muitas delas acabam encaminhando o estudante para um futuro emprego na mesma empresa onde ocorre o estágio. E, o mais importante, o negócio é ficar de olho em tudo que é site, jornal, pombo-correio, sinal de fumaça que liste oportunidades de emprego. Os mais atentos costumam ser recompensados. 🙂

Voltaremos a qualquer momento com mais dicas. Abraços digitais!

%d blogueiros gostam disto: