Experimento criado pelo pessoal do MIT, no qual duas bolinhas de bilhar (cujas superfícies foram previamente tratadas, uma com cera e a outra não) são abandonadas a partir de uma certa altura de forma a cair em um tanque com água.

A ação é filmada de vários ângulos e o perfil de entrada das bolinhas na água pode ser estudado e comparado.

A bolinha com superfície hidrofóbica apresenta uma grande diferença quando comparada à outra bolinha.

Assistam ao vídeo e depois comentaremos mais:

Achei interessante que o simples fato de recobrir a bolinha com cera faz com que a entrada na água seja muito mais fácil e gere muito menos respingos e ondas do que a bolinha “hidrofílica”.

O que faz o medo da água, não é?

O vídeo conta ainda com outros experimentos, um deles mostra o quanto a velocidade de entrada da bola influencia no padrão de afundamento.

Eu achei interessante ver que uma diferença de 5 m/s na velocidade de entrada faz muita diferença, a bolinha que tem a velocidade mais elevada fica pouco tempo retida na superfície do líquido, enquanto que a mais lenta fica “presa” à camada superficial do mesmo por um tempo considerável (note que a filmagem está em câmera lenta).

Os demais também valem a visualização, recomendo.
Anúncios