Decidi escrever alguns posts simples como os primeiros que escrevi para esse blog, pois acredito que nem todo mundo tem paciência de ficar lendo coisas complicadas.

Seguindo essa tendência, resolvi falar sobre uma coisa bem corriqueira e que está presente na casa de todo mundo.

O post de hoje é sobre como funciona o sabão.

Antes de continuar, que tal vocês darem uma passadinha no link abaixo e clicar com o mouse na janelinha preta que vai aparecer?

(Dica: voce vai precisar do Java instalado no seu computador e vai precisar instalar um applet também.)

http://www.worldofmolecules.com/3D/soap.htm

————————-(quem tiver preguica de ler, pode pular essa parte)—————–

Na primeira janela tem uma representação espacial de molécula de sabão. Trata-se de uma estrutura do tipo sal de ácido graxo. Cuméquié?

Ácido graxo é o nome técnico para as gorduras animais e vegetais que costumamos ingerir diariamente no toucinho da feijoada, na calabresa da pizza, no óleo de soja que frita o pastel (na verdade é quase isso, mas deixa quieto).

Todo ácido graxo tem uma carboxila (ver reação química abaixo), que por reação com soda cáustica aquosa forma um sal.

Media_httpi50tinypicc_vynut

O sabão é isso aí, uma gordura que passou pela reação com a soda (chamada de reação de saponificação).

E como o sabão limpa a sujeira?

Clique na segunda janelinha que tem no site com o botão direito e, depois, mova o mouse para girar a estrutura.

Media_httpi45tinypicc_eeloq

Aquilo ali é uma representação de uma coisa complicada chamada micela.

A micela é formada por moléculas de sabão que se organizaram de uma forma especial e que é a responsável pela ação detergente do sabão.

————————(Quem teve preguica pode continuar a ler daqui)——————-

Para facilitar as coisas:

1. O sabão tem duas partes, chamadas de cabeça e cauda.
2. A cabeça é polar, gosta de água (hidrofílica).
3. A cauda é apolar, gosta de gorduras e óleos (lipofílica).
4. Quando água, sabão e sujeiras se encontram, forma-se uma micela.
5. A cabeça do sabão é direcionada para as moléculas de água e a cauda do sabão é direcionada para a sujeira (gorduras).
6. Forma-se uma micela (ver figura abaixo).

A micela é como uma bola, a parte exterior está cheia de cabeças e a parte interior está cheia de caudas. As caudas “cravam-se” na gotícula de gordura, solubilizando-a. As cabeças ficam apontadas para o lado de fora, solubilizando toda a estrutura na água de lavagem. (veja a figura abaixo)

Media_httpi45tinypicc_ieldz

Agora eu pergunto, ficou mais fácil entender como funciona o sabão? Postem nos comentários o que vocês acharam para que eu possa saber se o post atingiu seus objetivos.

 

Anúncios